BCLUBE 300x250
Quem nunca passou por esse dilema? Escolhemos o vinho e aí vem a pergunta: que taça usar para beber esse vinho? E o pior é que existem muitas taças para vinho, aliás, uma infinidade de tipos, tamanhos, cores, materiais…

Muitos especialistas e conhecedores de vinhos afirmam que cada vinho pede um tipo de taça, não é mesmo? Não se desespere, pois é possível simplificar, e muito, a escolha das taças para vinho!

Acredite, é possível apreciar ótimos e distintos tipos de vinho com apenas dois tipos de taças! Uma taça para vinho tinto e uma para espumantes! E no futuro, talvez você queira ter 4 tipos, mas não mais que isso! rs

Mas antes de simplificar, é preciso entender porque existem tantos tipos de taças, com tamanhos e formatos distintos.

Porque existem tantos tipos de taças para vinhos?

A principal razão para existirem tantos tipos de taças é que o uso da taça certa ajudará a extrair o que há de melhor no vinho. Mas como? As taças dos dias atuais são desenhadas de forma muito técnica, com foco no caminho que o vinho faz da taça até a boca e como os aromas chegam até o nariz.

Assim, a taça ideal é desenhada para que o vinho chegue na boca e no nariz de forma tal que os aromas, as cores e o sabor fiquem realçados.

A Riedel, marca austríaca produtora de taças, acredita que cada tipo de vinho deve ser bebido em uma taça específica, razão pela qual sua linha de produtos tem mais de 400 tipos de taças!

E foi o fundador dessa marca, Claus Josef Riedel, que descobriu que o volume, a forma, o diâmetro e o acabamento da taça eram fundamentais para guiar o vinho até o paladar e o nariz e que esses fatores influenciam na degustação do vinho.

Claus, então, desenvolveu diversos formatos de taças, todos desenhados com a técnica para levar o vinho da forma melhor possível em direção às papilas gustativas (cada formato direcionado para as papilas específicas).

Interessante não?

Mas como nem todos são especialistas e como infelizmente nem todos podem ter um tipo de taça para cada tipo de vinho, seja por espaço para armazenar, seja por dinheiro para comprar tantas taças e, principalmente, pela praticidade, acreditamos que os amantes do vinho podem viver com apenas alguns tipos de taça.

Vejamos, então, quais são os tipos básicos de taças, que são mais do que suficientes para você apreciar seu vinho!

BCLUBE 468x60

 

Tipos de Materiais das Taças para Vinho

O primeiro passo para comprar uma taça para vinho é olhar o material: a taça precisa ser transparente, pois olhar a coloração do vinho é importante.

Em relação às taças transparentes, o mercado nos oferece três opções de material: cristal, cristal de vidro e vidro. A diferença primordial entre elas é a espessura: a de cristal é mais delicada, mais leve, e tem maior sonoridade, ao passo que a de vidro é mais grossa, mais pesada e tem menor sonoridade. E isso em razão da presença ou não do chumbo, pois é ele que dá a leveza e a sonoridade à taça.

A título de curiosidade vale esclarecer que uma taça de cristal é na verdade uma taça de vidro de alta qualidade, que se diferencia da taça de vidro normal em razão da presença de chumbo. Isso mesmo! É o chumbo (ou mais especificamente, o óxido de chumbo, que a torna mais fina, mais cristalina e mais leve.

Esclarecido esse ponto, vamos às diferenças e às suas necessidades.

CristalVidro
Reflete a luzNã‹o reflete a luz
Mais finoMais grosso
Ƀ porosoNão éŽ poroso
Nã‹o pode lavar na má‡quinaPode lavar na má‡quina
ƒMais caroMais barato

Mas como saber qual a melhor para você? Bom, isso depende realmente das suas necessidades. Pense no seguinte:

  1. Se você ou alguém na sua casa tem tendência a quebrar copos, escolha a de vidro.
  2. Se você não se incomoda em lavar a taça, tem cuidado ao usá-la e adora a espessura fina do cristal, compre a de cristal.
  3. Outra opção é ter 2 ou 4 taças de cristal, apenas para ocasiões especiais e várias outras de vidro para todas as demais ocasiões.

Mais uma informação útil: se você não gosta de lavar louça e sempre usa a máquina, escolha a taça de vidro ou a de cristal sem chumbo (a taça de cristal feita com chumbo não deve ir na máquina de lavar louça).

Outra opção (um pouco mais cara, mas válida também) é a taça de cristal feita sem chumbo, que pode ir na lava louça! Isso mesmo. Elas podem ir na máquina porque são feitas com magnésio e zinco. A ciência sempre aprimorando e nos ajudando! O nome da tecnologia usada nessas taças é TRITAN e a marca que a desenvolveu foi a Schott Zwiesel.

lightbulb_outline

Taça inquebrável: se você é desastrado ou tem amigos ou familiares desastrados, pode investir nas taças mais resistentes, finas como as de cristal, mas mais resistentes que as de vidro! São as taças feitas com um material chamado Kwarx. Há taças desse tipo das marca Mikasa, Schott Zwiesel, dentre outras.

 

Tipos Básicos de Taças

Agora que já sabe o material da sua taça, vejamos os tipos básicos. Depois de conhecer cada um, você saberá qual o melhor para o seu dia a dia. E se não tiver certeza, daremos mais algumas dicas!

Vinhos Brancos

Taca para Vinho BrancoO corpo da taça de vinho branco é pequeno, menor que o corpo da taça do vinho tinto. E isso porque o vinho branco deve ser consumido a uma temperatura mais baixa e, portanto, o ideal é servir uma quantidade menor para o vinho não esquentar.

Além disso, o corpo menor possibilita maior realce das notas de frutas, aromas que geralmente estão presentes nos vinhos brancos.

 

Vinhos Rosés

Taca para Vinho RoseVinhos Rosés podem ser consumidos nas mesmas taças que os brancos, pois possuem características similares.

Mas se você for amante desse tipo de vinho e quiser uma taça específica, escolha uma menor que a taça do vinho branco, mas com um bojo maior. Segundo especialistas, esse é o melhor tipo de taça para o vinho rosé.

 

Vinhos Tintos

As taças de vinho tinto são as que tem o maior corpo, pois o vinho precisa de espaço para respirar, para liberar os aromas e os sabores.

Além disso, o grande corpo possibilita a dança do vinho, ou seja, podemos girar a taça para liberar os aromas – e exatamente por isso (para ter espaço) que devemos sempre servir somente até um terço do volume da taça.

As taças mais famosas de vinhos tintos são as chamadas Bordeaux e a Borgonha, nomes que fazem referência às duas grandes regiões francesas produtoras de vinhos.

 

Taca para Vinho Bordeaux

Bordeaux: seu desenho foi desenvolvido com base nas características de vinhos mais encorpados, como os vinhos feitos com a uva Cabernet Sauvignon. Ela tem bojo grande e borda mais fechada, o que evita a dispersão dos aromas.

Seu formato favorece vinhos mais encorpados, como o Cabernet Sauvignon, o Cabernet Franc, o Merlot, o Syrah e o Tannat.

 


Borgonha
: o desenho dessa taça foi desenvolvido com base nas características de vinhos mais delicados, como os vinhos feitos com a Pinot Noir, uva símbolo dessa região. As taças têm um formato parecido Taca para vinho Borgonhacom um balão, com grande bojo para proporcionar maior contato com o ar e maior dispersão de seus aromas.

 

lightbulb_outline

Lembre-se de sempre segurar sua taça pela haste, aquela parte fina e comprida, e nunca pelo bojo! Isso evita que o calor de suas mãos aumente rapidamente a temperatura do vinho!

 

Espumantes

Taca para vinho Champanhe FluteA taça indicada é a Flauta (em francês, Flûte), aquela que é fina e comprida, pois possibilita que as borbulhas sejam apreciadas.

Desde que estudos sobre a influência do formato das taças foram desenvolvidos, concluiu-se que aquelas taças com bojo aberto, tipo Maria Antonieta, não são adequadas para o consumo de Espumantes, razão pela qual caíram no desuso.

 

Vinhos Doces ou Fortificados

As taças para esses tipos de vinhos, tanto os doces quanto os fortificados – como o vinho do porto, são bem menores, com bojo bem pequeno, porque esses vinhos são consumidos em quantidade bem menor.

Há tipos com bojo um pouco maior e outras com menor, mas são sempre bem menores que as de vinho branco (que já é menor que a usada para tinto).

 

Taça ISO (International Standards Organization)

Taca para Vinho ISOÉ a taça coringa, criada em 1970, muito usada em degustações técnicas. É relativamente pequena, cristalina, com bojo maior e mais fechada na parte de cima.

Se quiser ter apenas uma taça em casa, essa com certeza será uma ótima opção.

 

Nossas dicas para escolher a taça de vinho

Como esclarecemos lá no começo no artigo, os iniciantes no mundo do vinho precisam apenas de dois tipos de taças, uma de vinho tinto (ou uma taça coringa, a ISO) e uma taça para espumante!

Neste caso, se for degustar um vinho branco, use a taça do vinho tinto (ou a ISO), mas sirva menos do que um terço do volume, para evitar que o vinho esquente.

Com o passar do tempo e o aumento do consumo de vinho, você talvez queira aumentar os tipos de taças. Nesse caso, sugerimos que opte por ter 4 ou 5 tipos: uma para vinho branco, duas para vinho tintos, uma para espumante e uma para vinho doce.

Em relação às duas taças para tintos, pode ser uma do tipo Bordeaux e uma do tipo Borgonha; ou, se já tiver uma taça modelo ISO, escolha a taça que sirva para seu vinho predileto: se preferir vinhos mais encorpados, compre uma Bordeaux; se preferir vinhos mais leves, opte pela Borgonha!

E lembre-se: aprecie seu vinho, sempre com moderação! rs

lightbulb_outline

Recomenda-se tomar uma taça de água para cada taça de vinho. Isso ajuda a limpar a boca e deixar o paladar limpo para o sabor do vinho e, também, ajuda o fígado a assimilar o álcool consumido!

 

Lavando as taças para vinho

Se tiver optado por taças de vidro, isso terá facilitado muito sua vida em relação à limpeza, pois elas podem ir para a lava louça. Mas caso tenha optado por taças de cristal, tenha muito cuidado ao lavá-las.

O ideal é usar água morna e pouquíssimo detergente. E o mais importante é enxaguar muito bem, para que não sobre nenhum resíduo do detergente, pois ele pode alterar o sabor e o aroma do vinho.

Outra dica importante, é cuidado ao secar. Use um pano limpo, de preferencia de algodão ou linho.

Outra opção é lavar suas taças em grandes tigelas (bowls), como a Madaleine mostra no vídeo abaixo (em inglês).

 

O brindar: dicas para não quebrar a taça de vinho de cristal

Nossa última dica é sobre o ato de brindar. Você deve me achar louca, não é? Afinal, quem não sabe brindar? Mas acredite, vale a pena prestar atenção nessa dica!

Imagine aquele jantar especial, com as taças de cristal, o melhor vinho da adega e, no momento do brinde, a taça quebra! Aquele vinho que você estava esperando para tomar em uma ocasião especial se espalha por toda a mesa e há cristal por todo lado…

Para evitar que isso ocorra (acredite, já quebrei uma taça ao fazer um brinde), existe uma técnica de como brindar! Com ela é possível evitar essa péssima situação que descrevemos acima e que, com certeza, ninguém deseja passar!

A dica: não brinde com a parte de cima da taça, pois ela é a mais fina e a parte mais frágil! Brinde com o bojo da taça! E se a taça for de um bom cristal, vocês ainda ouvirão o tão esperado “ding”! Experimente!

Forma errada de brindar

Forma errada de brindar (possibilidade maior de quebrar a taça).
Crédito: Winefolly

Forma correta de brindar

Forma correta de brindar (para evitar quebrar a taça).
Crédito: Winefolly

 

 

 

 

 

 

 

 

Esperamos ter ajudado na sua escolha de taças! Se ainda tiver dúvidas ou sugestões, escreva-nos nos comentários abaixo!

 


Gostou de nosso conteúdo?

Assine Já!

BCLUBE 468x60