BCLUBE 300x250
Quem nunca quis saber qual o vinho mais caro do mundo? E quem nunca se perguntou o que faz um vinho custar tão caro? Ou uma pessoa pagar um caminhão de dinheiro por uma pequena garrafa de vinho?

Pois é… a ciência do preço do vinho, definitivamente, não é exata! rs.. Diversos são os fatores que influenciam nas variações de preço, assim como ocorre com commodities como café ou soja, por exemplo. Mas o preço do vinho também é muito influenciado por uma das leis mais básicas da economia: a oferta e a demanda.

Como é sabido, via de regra, quanto menor a oferta e maior a demanda, maior será o preço. E essa lei funciona muito bem no mundo do vinho, pois o produto é exclusivo, único e impossível de ser reproduzido. E isso porque o sabor, o aroma e as características de cada vinho dependem de cada safra, de cada terroir, da variação de temperatura, de umidade, de chuva de cada ano e de diversos outros fatores. E somado a isso tem-se os aficionados por vinho, os colecionadores e todo o glamour que o mercado de luxo impõe aos produtos exclusivos de forma geral.

Mas voltando ao vinho mais caro do mundo, podemos dizer, com certeza, que os preços mais altos são os pagos em compras e vendas realizadas em leilões. Sim, os famosos leilões de vinhos em que muitos abastados conseguem adquirir garrafas super especiais, de safras que brilharam. Infelizmente, ou felizmente, dependendo do ponto de vista, os preços são inacessíveis para a maioria dos mortais!

Além dos leilões, há vinhos que são caríssimos por si mesmos, como os vinhos da região da Borgonha, na França, por exemplo. Pensando nisso, a seguir falaremos sobre os vinhos mais caros do mundo em leilões e, na sequencia, listaremos os 8 vinhos mais caros do mundo em 2016 segundo o Wine Searcher, entidade fundada em 1999, em Londres, que reúne inúmeras informações sobre vinhos e faz, anualmente, uma lista com os 50 vinhos mais caros do ano.

Melhor vinho do mundo - vinhedo romanee conti jeunes-vignes

O Vinho mais caro do mundo em leilão

É relativamente comum lermos notícias sobre grandes leilões de vinhos, especialmente os organizados e promovidos pela Sotheby’s, uma das mais famosas casas de leilões da atualidade. E em leilões como esses, os vinhos leiloados são raros, especiais e chegam a valores considerados absurdos.

Não acredita? Confira os valores de alguns dos vinhos vendidos em leilões nas últimas décadas.

  1. França Château Lafite 1787: arrematado em 1985 por Malcolm Forbes por US$ 160 mil; maior valor pago por uma garrafa na época.
  1. França Château Margaux 1787: arrematado em 1989 por US$ 500 mil, por William Sokolin. Infelizmente ele não pode degustar o vinho, pois o garçom derrubou a garrafa – o vinho tinha seguro.
  1. França Romanée-Conti DRC 1990: lote de 8 garrafas foi arrematado por aproximadamente US$ 28 mil em 1996, em leilão que aconteceu me Londres.
  1. Estados Unidos Screaming Eagle Cabernet 1992: no ano de 2000, uma grande garrafa, de seis litros, foi arrematada por US$ 500 mil no Napa Valley.
  1. Austrália Penfolds Grange Hermitage 1951: esse australiano foi arrematado em 2004 por quase US$ 40 mil.
  1. França Château d’Yquem 1787: vendido por US$ 100 mil em 2006, o maior valor pago por um vinho branco à época. Em 2011, o Château d’Yquem 1811 superou a marca, tendo sido arrematado por aproximadamente US$ 120 mil.

 

Loucura não? Mas enfim, sabemos que há louco para tudo e dinheiro para tudo também! rs.. Esperamos que os felizardos que conseguem adquirir vinhos como esses aproveitem muito bem cada gole, seja ele o mais caro do mundo ou não!

 

BCLUBE 468x60

 

8 vinhos mais caros do mundo segundo a Wine Searcher

A Wine Searcher, como mencionado acima, foi fundada em 1999, tem sede na cidade de Londres e, dentre outras coisas, publica anualmente uma lista com os 50 vinhos mais caros do mundo. A lista é elaborada com base em uma pesquisa realizada em mais de 69.000 listas de preços, com um total de mais de 8 milhões de ofertas de vinhos.

Nessa lista, a França tem sempre um papel de destaque, especialmente os vinhos da Borgonha, que quase sempre são os primeiros colocados. Em 2016 o Romanée-Conti, um dos vinhos mais famosos e cobiçados do mundo, reconquistou seu posto de vinho mais do caro do mundo.

Isso mesmo. Em 2015, o Henri Jayer Richebour Grand Cru, vinho da região de Côte de Nuits, na Borgonha, ultrapassou o preço do antigo vinho mais caro do mundo. Consegue imaginar o preço da garrafa? Em 2015, o valor era de € 14.254, ou seja, quase R$ 50 mil.

Henri, que faleceu em 2006, é considerado como um dos mais importantes produtores de vinhos da Borgonha. Deixou como legado uma vinícola que adota princípios orgânicos, pois era contrário a processos químicos, à filtração e optava sempre pela baixa produtividade, focando em qualidade. E com base nesses princípios que Henri criou um Pinot Noir puríssimo, complexo, especial e, pela lei da economia, caríssimo!

Quer saber mais sobre esse espetacular produtor da Borgonha? Assista à entrevista que a famosa crítica de vinhos Jancis Robinson fez com Henri Jayer.

 

Voltando à lista dos vinhos mais caros do mundo de 2016, publicada no dia 1º de agosto, há vinhos com preços que variam de US$ 1.221 a US$ 68.045. A seguir listaremos os 8 mais caros. Mas se quiser conferir a lista completa dos 50 vinhos mais caros, clique aqui e acesse o site oficial.

 

1. França Domaine de la Romanée-Conti Grand Cru, Côte de Nuits, França

Os críticos consideraram este como a melhor opção disponível entre os vinhos franceses. A safra de 2013 obteve RP 96 e JR 19. Está no ranking dos 10 vinhos mais premiados da região da Borgonha.

Vinho mais caro do mundo - 1 - domaine-de-la-romanee-conti-romanee-conti-grand-cru-cote-de-nuits-franceProdutor: Domaine de la Romanée-Conti
Tipo: Tinto
Uva: Pinot Noir
Nota média de todas as safras: 97
Preço médio: US$ 14.047
Preço máximo: US$ 93.473

 

2. Alemanha Egon Muller-Scharzhof Scharzhofberger Riesling Trockenbeerenauslese, Mosel, Alemanha

Os críticos o consideraram como a melhor opção disponível entre os vinhos de Mosel. A safra 2011 obteve RP 96. É o vinho mais caro da Alemanha e, desde 2015 a tendência tem sido o aumento do preço.

Vinho mais caro do mundo - 2 - egon-muller-scharzhof-scharzhofberger-riesling-trockenbeerenauslese-mosel-germanyProdutor: Weingut Scharzhof – Egon Muller
Tipo: Branco doce
Uva: Riesling
Nota média de todas as safras: 98
Preço médio: US$ 9.218
Preço máximo: US$ 24.622341

3. França Domaine Leroy Musigny Grand Cru, Côte de Nuits, Chambolle-Musigny, França

Considerando a nota dada pelos críticos, esse é o terceiro vinho mais bem pontuado de Chambolle-Musigny e é o vinho tinto mais caro dessa região. A safra 2012 obteve RP 99 e a de 2013 JR 19.

Produtor: Domaine LeroyVinho mais caro do mundo - 4 - domaine-leroy-musigny-grand-cru-cote-de-nuits-france
Tipo: Tinto
Uva: Pinot Noir
Nota média de todas as safras: 97
Preço médio: US$ 6.210
Preço máximo: US$ 21.062

4. França Domaine Leflaive Montrachet Grand Cru, Côte de Beaune, Puligny-Montrachet, França

De acordo com os pontos atribuídos pelos críticos, esse é o terceiro vinho mais bem pontuado da Côte de Beaune. A safra 2013 obteve RP 98 e JR 18. É o vinho Chardonnay mais caro produzido na Côte de Beaune.

Vinho mais caro do mundo - 3 - domaine-leflaive-montrachet-grand-cru-cote-de-beaune-franceProdutor: Domaine Leflaive
Tipo: Branco seco
Uva: Chardonnay
Nota média de todas as safras: 96
Preço médio: US$ 6.131
Preço máximo: US$ 14.617

5. França Domaine Georges & Christophe Roumier Musigny Grand Cru, Côte de Nuits, Chambolle-Musigny, França

De acordo com os críticos, esse vinho está em os 5 melhores de Chambolle-Musigny. A safra de 2013 receber RP 96 e JR 19. É o segundo vinho mais caro produzido com a uva Pinot Noir na região de Chambolle-Musigny.

Produtor: Domaine G. RoumierVinho mais caro do mundo - 5 - domaine-georges-christophe-roumier-musigny-grand-cru-cote-de-nuits-france
Tipo: Tinto
Uva: Pinot Noir
Nota média de todas as safras
: 96
Preço médio: US$ 5.359
Preço máximo: US$ 16.393

 

6. Alemanha Domaine de la Romanée-Conti Montrachet Grand Cru, Côte de Beaune, Puligny-Montrachet, França

A safra de 2011 obteve RP 97 e a de 2012 JR 19, o que o coloca entre os cinco vinhos de Montrachet mais bem pontuados pelos críticos. É o segundo vinho da região que mais ganhou prêmios.

Produtor: Domaine de la Romanée-ContiVinho mais caro do mundo - 7 - domaine-de-la-romanee-conti-montrachet-grand-cru-cote-de-beaune-france
Tipo: Branco seco
Uva: Chardonnay
Nota média de todas as safras: 96
Preço médio: US$ 4.848
Preço máximo: US$ 11.336

7. Alemanha Joh. Jos. Prum Wehlener Sonnenuhr Riesling Trockenbeerenauslese, Mosel, Alemanha

Considerando as notas atribuídas pelos críticos, esse é o quinto vinho mais pontuado da região de Wehlen, em Mosel. A safra de 1959 recebeu a nota JR 20 e a de 1971 WS 99. É o segundo vinho feito com a uva Riesling mais caro da região de Mosel.

Produtor: Weingut Joh. Jos. PrumVinho mais caro do mundo - 6 - joh-jos-prum-wehlener-sonnenuhr-riesling-trockenbeerenauslese-mosel-germany
Tipo: Branco doce
UvaRiesling
Nota média de todas as safras: 98
Preço médio: US$ 4.518
Preço máximo: US$ 8.632

8. Alemanha Domaine Leroy Chambertin Grand Cru, Côte de Nuits, Gevrey-Chambertin, França

É o terceiro vinho da região de Côte de Nuits mais bem pontuado pelos críticos. A safra de 2011 obteve RP 96 e a de 2013 JR 19, além de ser o vinho mais caro produzido com a uva Pinot Noir da microrregião de Gevrey-Chambertin.

Produtor: Domaine LeroyVinho mais caro do mundo - 8 - domaine-leroy-chambertin-grand-cru-cote-de-nuits-france
Tipo: Tinto
Uva: Pinot Noir
Nota média de todas as safras: 98
Preço médio: US$ 3.372
Preço máximo: US$ 21.062

 

É realmente impressionante o valor desses vinhos não acha? E você, teria coragem de pagar tudo isso em uma garrafa de vinho? Já provou alguma delas? Conte-nos nos comentários abaixo!

 


Gostou de nosso conteúdo?

Assine Já!

 

BCLUBE 468x60